Follow by Email

quinta-feira, 5 de junho de 2014

UMA LINDA PROVA DE AMOR

O amor tem dimensões ilimitadas. Tudo pode. Tudo realiza. Tudo empreende.
O verdadeiro amor é capaz dos maiores sacrifícios, para o bem-estar do ser amado.
Num mundo em que se ouve falar muito em buscar a própria felicidade, em alcançar sonhos pessoais, sem pensar em mais ninguém, a história daquele casal idoso é exemplar.
Eles viviam felizes, há muito tempo. Não tinham filhos.
Certo dia, quando a senhora estava na cozinha, um acidente aconteceu e ela se viu envolta em chamas.
O marido atendeu aos seus gritos e, no intuito de salvá-la, acabou por ser também atingido pelo fogo.
As chamas o envolveram, queimando-lhe os braços, mas permitindo-lhe libertá-la do fogo.
Quando os bombeiros chegaram, pouco restava da casa. A ambulância levou o casal ao hospital.
Ambos, por seu estado grave, foram internados no Centro de Terapia Intensiva.
Quando o marido foi liberado, buscou o quarto da sua esposa. Ela estava deitada e logo que o viu, manifestou o seu desespero.
Não desejava mais viver, dizia. O fogo atingira todo o seu rosto e ela estava deformada.
Sou um monstro! Disse ao marido.
Ele se aproximou do leito e falou:
Minha amada, na tragédia que sofremos, meus olhos foram atingidos. Estou cego. Por isso, não se preocupe. Para mim, você continuará linda, como sempre foi. A imagem que tenho guardada em minha mente é a que terei na memória, para o resto dos meus dias.
Deus é muito bom. – Completou ela. – Você não precisará contemplar a minha deformidade.
Abraçaram-se. Choraram.
Mais algum tempo e ei-los de retorno ao novo lar. Uma pequena e acolhedora casa.
Ela passou a ter para com o marido cuidados especiais, considerando a sua deficiência visual.
Era toda atenção, delicadeza. Uma nova seiva de vida parecia circular em suas veias. E, todo dia, recebendo aquelas manifestações de amor, ele dizia:
Como eu te amo!
Ela reencontrara razão para continuar a viver e se sentir feliz.
Vinte anos depois, em uma madrugada, ela abandonou o corpo, rumo à Espiritualidade.
Amigos solícitos auxiliaram nas tratativas para o sepultamento.
O marido compareceu sem os óculos escuros e sem sua bengala, andando firme.
Debruçou-se sobre o corpo da amada, com quem compartilhara os dias por tantos anos, beijou-a inda uma vez e tornou a expressar:
Como és linda. Como eu te amo!
Um amigo mais próximo manifestou a sua surpresa. O que acontecera: Algum milagre lhe devolvera a visão, naquele momento de dor?
Não, respondeu o homem. Nunca tive problema visual. Assim disse, para que pudéssemos continuar a viver, sem traumas para ela.
Acreditando que eu não podia enxergar as sequelas do fogo em seu rosto, pudemos viver felizes por mais vinte anos. Felizes e apaixonados, um ao outro servindo em significativos gestos de amor.
*   *   *
O amor é a mais poderosa expressão do sentimento. É de essência divina, por facultar a sublimação dos sentimentos.
Quando esplende no coração, se faz dínamo gerador de energias propiciadoras de vida, fertilizando os seres.
Não foi por outra razão que Jesus o transformou no mandamento maior, aquele de mais alto significado, que abrange todas as aspirações e ideais da criatura humana.

Redação do Momento Espírita, com base em história de
autoria ignorada e no cap. 3 do livro Garimpo de amor, pelo
Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira
Franco, ed. LEAL.
Em 26.5.2014

terça-feira, 27 de maio de 2014

Muito amor, paixão, prazer e extâse.......

 A imagem diz tudo.....


Retirada do google imagens dia 27/05/2014

Felicidade


Eu sou assim....

O que posso dizer, tentei mudar para agradar os outros, mas não adiantou em nada, somente acabei comigo. 
Deixei de ser o que era, com defeitos e qualidades, para ser somente o brilho falso para outros.
E quando acordei era tarde, estava em trevas, caída, mergulhada....
Tentei encontrar a luz, mas não adiantou, porque tentei ser eu.... mas tentam me destruir as avessas.
Se antes  me destruíam enganosamente e diretamente, agora me destrói com a diferença, com o esquecimento das coisas boas que fiz, com os dizeres, hipócritas que eu sou a culpada de tudo.
Eu acredito nisso me culpo, me odeio, jogo minhas frustrações e raiva nos outros.
Eles querem me destruir diretamente, porque eles não tem mas controle sobre mim.
Mas eu tenho, somente não sei lidar com isso....
Mas aprenderei, e serei forte, mas unica coisa que sei, que não mudarei, continuarei sendo eu, e não mais o que eles querem, mesmo que fique sozinha eternamente. Mas serei eu com meus defeitos e qualidade, não enganarei mais ninguém, porque serei verdadeira comigo mesma... Eu os outros que se dane, porque eles somente me fizeram muito mal. Mil vezes o meu  jeito, do que deles. Por que eles são falso e eu sou verdadeira.

Autoria Edina de Araujo Ribeiro
imagens retirada do google imagens 27/05/2014

Isso é outra verdade.....


Sempre ele.

A sua delicadeza e grandiosidade capta a essência e o cheiro alma de um simples flor, mesmo ele estando mergulha na lagrimas das águas. Somente ele a encontra, resgata e protege. Somente o olhar dele diz, você será entregue a uma pessoa especial para todo o sempre e permanecera viva por toda eternidade em seu coração. Por isso somente ele pode fazer isso e encontrar a verdadeira flor da alma. 

Autoria Edina de Araujo Ribeiro
imagens retirada do google imgens belissimas.com.br 27/05/2014

Rosas maravilhosas



rosas, como rosas, que embelezam o nossos corações, acalentados de beleza eternas...... Edina